Publicado em 09/12/2016 às 18h57

Cade aprova compra do Frisa pela Minerva Foods

O investimento foi de R$ 205 milhões; a Minerva passará a ter uma capacidade total de abate de 19 mil cabeças/dia, distribuídas em nove Estados do Brasil e em outros três países

205

O Conselho de Administração de Defesa Econômica (CADE) publicou no Diário Oficial da União a aprovação da compra do Frisa - Frigorífico Rio Doce S/A, pela Minerva Foods, uma das grandes exportadoras brasileiras de carne bovina. A decisão foi divulgada no periódico oficial do dia 28 de novembro. 

O investimento na empresa foi de R$ 205 milhões, por meio do qual a Minerva adquiriu 99,5% do capital social do Frisa e passará a ter uma capacidade total de abate de 19 mil cabeças/dia, distribuídas em nove Estados do Brasil e no Uruguai, Paraguai e Colômbia. 

De acordo com a compradora, o valor será parcelado. A primeira parcela será de 50%, paga na data de fechamento da operação, e o restante em três parcelas anuais consecutivas de 10%, 20% e 20%, respectivamente, acrescido do capital de giro ajustado, que em 31 de dezembro de 2015 totalizava aproximadamente R$ 45 milhões.

Sobre a Frisa

Criada em Colatina no ano de 1968, a Frisa foi a primeira empresa a exportar carne congelada do Espírito Santo. Em 1980, adquiriu uma planta industrial de Niterói (RJ) e no ano seguinte iniciou a construção de câmaras de congelamento no local. Ainda em 76, assumiu o controle de unidades frigoríficas em Nanuque (MG) e em 1981 a de Teixeira de Freitas (BA).

Em 2015, a empresa teve receita líquida de R$ 942 milhões e exportações que representaram 33% das vendas totais. Suas unidades frigoríficas em Colatina, Nanuque (MG) Teixeira de Freitas (BA) têm capacidade de abate de 1,7 mil cabeças por dia. 


Tópicos

veja também


Publicidade

Últimas Notícias