Publicado em 17/02/2019 às 03h37

Lafayette de Andrada preside sessão que apura desastre em Brumadinho

Plenário da Câmara debate as circunstâncias e responsabilidades do rompimento da barragem

79

O deputado federal Lafayette de Andrada (PRB/MG) presidiu a sessão da Comissão Geral da Câmara dos Deputados, nessa última quarta (13), destinada a debater as circunstâncias e responsabilidades do rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, Minas Gerais.

Compondo a mesa, estavam presentes o Secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais, Germano Vieira; o Procurador-Geral de Justiça do Estado de Minas Gerais, Antônio Sérgio Tonet; o Major do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, José do Carmo Barbosa e o Coordenador do Movimento dos Atingidos por Barragem, Thiago Alves da Silva.

Entre os convidados para a comissão geral na Câmara estavam moradores da região e vereadores de municípios vizinhos que revezavam o debate com os deputados.

A Câmara dos Deputados e o Senado Federal estão mobilizados para fiscalizar as condições, a manutenção e a necessidade de desativar as barragens de rejeitos de minério, que estão operando em todo o País sem condições seguras de funcionamento.

Lafayette de Andrada vem trabalhando no Congresso para coibir tragédias como as de Mariana e Brumadinho. No início de seu mandato, apresentou requerimento que propõe a criação de Comissão Especial destinada à elaboração de um novo Código de Mineração.

Para Lafayette, “é necessário rever o modelo normativo da mineração no Brasil. Precisamos de leis que exijam métodos mais modernos e seguros na construção de barragens, além de maior rigor na punição dos agentes responsáveis por esses danos irreparáveis ao meio ambiente e contra a vida dos moradores e trabalhadores de Brumadinho”.

(Fonte Letícia Camarano Minas)

Tópicos

veja também


Publicidade

Últimas Notícias