Publicado em 16/06/2018 às 13h41

Mandela exige providências na recuperação dos ônibus escolares

154

‘‘Nove ônibus estão parados e semi-destruídos. Não podemos permitir que isso

aconteça em Nanuque. A administração pública tem que tomar consciência e

lutar para restaurar esses equipamentos. É um grande desperdício de dinheiro e

dá revolta ver tudo isso em condições precárias. Vou estar vigilante e estarei

sempre cobrando uma atitude para que os veículos possam ser restaurados para

o bem do serviço público’’, disse o vereador Edson Fernandes ‘‘Mandela’’

O vereador Edson Fernandes “Mandela” fez uso da palavra no Grande Expediente na reunião da Câmara Municipal de Nanuque e na oportunidade fez uma duras críticas ao prefeito municipal. Ele disse que a administração da oficina mecânica da Prefeitura de Nanuque carece de uma gestão mais eficiente e, segundo ele, isso não está ocorrendo. Ele contou que, numa visita feita ao local, se deparou com nove ônibus escolares e um coletor de lixo parados, em estado de abandono e necessitando de manutenção. O vereador foi duro e enfático ao criticar a atual gestão que não está dando a devida atenção àqueles veículos que poderiam estar no serviço público do município. “É uma vergonha para Nanuque. O povo me elegeu para fiscalizar e eu estarei sempre atento a isso. Minha condição de vereador me coloca na função de verificar o que está errado na administração pública. Ninguém vai me calar e tampouco me impedir de fazer isso”, disparou o parlamentar.

Vereador Edson Fernandes ‘‘Mandela’’ - Enquanto a sujeira toma conta da

cidade, coletor de lixo abandonado, precisa de reparos. A prefeitura tem de tomar

providência para disponibilizar o equipamento no serviço público municipal.

Estarei atento e denunciarei tudo o que estiver errado na atual gestão’’.

Mandela informou que os veículos escolares contêm as placas HLE 8375, HFL 1162, HMH 0361, NXX 1342, HMH 0381, HLF 8377, HLF 6400, OPT 4323, HMN 3672 e HLF 8376. Ele disse que a Prefeitura de Nanuque contrata ônibus para fazer o serviço de transporte escolar, mas não conserta os carros que estão quebrados na oficina. “É uma incoerência que não consigo entender. Penso que esses nove ônibus, que estão parados, poderiam perfeitamente estar suprindo as rotas que hoje são feitas pelos carros contratados”, disse.


Tópicos

veja também


Publicidade

Últimas Notícias