Publicado em 08/08/2017 às 22h43

Ministra Cármen Lúcia volta a dar aulas na PUC Minas já em agosto

A presidente do STF disse que tem um enorme carinho pela universidade e pelos alunos

191

Presidente do STF é professora licenciada da PUC-MG

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, volta a ministrar aulas na Faculdade Mineira de Direito (FMD) da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) neste mês. Ela assume a disciplina de Direito Constitucional, na graduação. A ministra, que anunciou que irá se aposentar de seu posto no STF no início de 2018, irá conciliar as duas funções até lá.

Em uma palestra realizada em março na universidade, a ministra havia anunciado sua intenção de voltar a ministrar aulas de Direito: "Foram 26 anos de sala de aula sem parar. A gente tem um acompanhamento permanente da jurisprudência, uma vez que eu era professora de Direito Constitucional. Nesta condição, toda bagagem foi formada e atualizada no mesmo sentido, que é a minha aplicação. O próprio contato na Faculdade de Direito faz com que você se mantenha aberto permanentemente às novas questões, aos novos temas e a outros ramos do Direito, o que só beneficia um juiz", afirmou.

Natural de Montes Claros, no norte de Minas, Cármen Lúcia formou-se em Direito pela PUC Minas em 1977, e demonstra um enorme carinho pela instituição: "Amor é sempre recíproco. Como eu gosto demais da Faculdade e dos alunos. Este foi o lugar em que mais me senti um peixe dentro d'água. Eu acabo tendo neles a minha água. Eu sou um peixinho que só sabe nadar nesta área de maneira plena. É a reciprocidade. Não tem lugar que eu gosto mais do que aqui", disse a ministra.

(Fonte O TEMPO)

Tópicos

veja também


Publicidade

Últimas Notícias