Publicado em 10/08/2017 às 12h48

“Princípios de Direito Internacional” é relançado sob coordenação de Lafayette Andrada

Solenidade teve a presença do secretário de Cultura e marcou o centenário de morte do seu autor, Conselheiro Lafayette.

209

Na noite da última terça-feira (8), a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) lançou, por meio do Programa Editorial de Obras de Valor Histórico e Cultural de Interesse de Minas Gerais e do Brasilcoordenado pelo vice-presidente da Casa, deputado Lafayette Andrada, a nova edição do livro "Princípios de Direito Internacional", de autoria do jurista Lafayette Rodrigues Pereira (conhecido como Conselheiro Lafayette). O evento aconteceu no Salão Nobre, e contou com a presença de diversos parlamentares e autoridades, entre elas o secretário de Estado de Cultura, Angelo Oswaldo.

O livro, produzido entre os séculos XIX e XX, é considerado um dos precursores no campo de direito internacional. Diante disso, o deputado Lafayette de Andrada, destacou que autor mineiro foi um dos maiores juristas e políticos do País.

"O ano de 2017 marca o centenário da sua morte e, por termos muito poucas edições dos 'Princípios de Direito Internacional' disponíveis, nossa intenção é popularizar esta importante obra”, disse Lafayette de Andrada. O parlamentar fez, também, uma explanação sobre a trajetória de Conselheiro Lafayette.

O secretário Angelo Oswaldo, que representou o governado do estado, reconheceu a importância da iniciativa editorial, que, segundo ele, contempla obras fundamentais da cultura mineira. “Sem dúvida, o relançamento dos 'Princípios de Direitos Internacional' será de grande interesse dos cidadãos mineiros, em especial aos estudantes e profissionais de direito”, salientou.

O conselheiro – Lafayette Rodrigues Pereira, o Conselheiro Lafayette, foi advogado, jornalista, diplomata e político. Ao longo da sua carreira, destacou-se como promotor, presidente das províncias do Ceará (1864-1865) e do Maranhão (1865-1866) e foi primeiro-ministro do Brasil (1883-1884).

O Conselheiro Lafayette também fundou o jornal Atualidade e foi redator dos jornais Le Brésil, A Opinião Liberal, Diário do Povo e A República.

Iniciativa – O Programa Editorial de Obras de Valor Histórico e Cultural de Interesse de Minas Gerais e do Brasil tem o propósito de valorizar as riquezas da cultura e da história do Estado, por meio da construção de um acervo literário que possa ser acessado por todos.

O programa começou em 2015 e já lançou novas edições das obras "História da Revolução Liberal de 1842", de autoria do Cônego Marinho; e "Autos de Devassa", que reproduzem um manuscrito original do século XVIII com as fases do processo judicial movido pela Coroa Portuguesa contra Tiradentes e os demais participantes da Inconfidência Mineira.

(Fonte LUANA ASSIS)

Tópicos

veja também


Publicidade

Últimas Notícias