Publicado em 10/04/2017 às 15h05

Representantes do G7 se reúnem na Itália para discutir crise na Síria

Na pauta também, a luta contra o terrorismo e o programa nuclear iraniano.

550

Por Salvador Lima

Representantes do G7 se reunirão no dia de hoje, segunda-feira (10) e terça-feira (11) na cidade de Lucca, Itália, com o objetivo de abrir negociações sobre a crise e o futuro da Síria. Os ministros das Relações Exteriores pretendem mandar uma mensagem clara a Moscou, principal aliado do regime de Damasco.

Será a primeira vez que o novo secretário de Estado americano, Rex Tillerson, participará da reunião que acontece anualmente com a presença de vários países.

Os chanceleres dos sete países mais desenvolvidos do mundo (Estados Unidos, Japão, Canadá, Alemanha, Reino Unido, França e Itália) deverão discutir questões como a luta contra o terrorismo, a situação da Líbia e na Ucrânia, as provocações norte-coreanas e o acordo sobre o programa nuclear iraniano. Soma-se à pauta o suposto ataque químico que deixou 87 mortos em Khan Sheikhun, noroeste da Síria, e a represália americana contra uma base aérea do exército sírio, mudou muito a agenda do encontro.

O chanceler italiano, Angelino Alfano, marcou para amanhã (terça-feira) um encontro onde estarão presentes representantes da Turquia, os Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Jordânia e Catar.

 

(Fonte globo.com)

Tópicos

veja também


Publicidade

Últimas Notícias