Publicado em 28/10/2019 às 14h17

SERVIDOR SE ACORRENTA EM SINAL DE PROTESTO

Motivado pelo atraso salarial e o não pagamento do 13° de 2018

1005

Amarildo Batista, funcionário público municipal - Foto: Divulgação.

O servidor público Amarildo Batista dos Santos, que trabalha na prefeitura de Nanuque na função de motorista, aproveitou o Dia do Servidor Público para fazer seu protesto pelos sucessivos atrasos salariais da atual administração.

Santos resolveu acorrentar-se a um poste na área central da cidade, simbolizando os tempos da escravidão.

Ele conta o drama em que vive pela falta do salário no orçamento doméstico. “É uma forma de sensibilizar a nossa sociedade para a causa do funcionalismo público de Nanuque que vive na angústia de ver suas contas atrasadas. Muitos já estão passando fome e vivendo pela misericórdia alheia”, ponderou.

Para Santos, somente uma providência divina poderá reverter o quadro. “Hoje é dia de São Judas Tadeu, patrono das Causas Impossíveis. Quem sabe o santo não sensibiliza o coração do prefeito e ele termine de vez com o sofrimento dos funcionários”, ressaltou.

A prefeitura de Nanuque, apesar das inúmeras promessas feitas pelo atual prefeito, continua mantendo os salários atrasados sob alegação da falta de recursos. Recentemente o prefeito Roberto de Jesus disse na Câmara que o Estado deve ao Município algo em torno de R$ 10 milhões, mas, segundo alguns vereadores, a arrecadação municipal é suficiente para manter, em dia, os pagamentos salariais.

O tema já tem sido exaustivamente debatido na Câmara Municipal, mas, até o momento, a situação continua sem uma solução adequada. Por conta disso, Santos, num ato de desespero, resolveu fazer o seu protesto.

A prefeitura deve ao servidor, salários referentes a alguns meses e o 13º salário de 2018.

Para aumento do desespero, pessimistas acreditam que o 13º de 2019 também não será pago no prazo previsto.

(Fonte EM TEMPO)

Tópicos

veja também


Publicidade

Últimas Notícias