Publicado em 08/07/2021 às 07h14

Aniversário de 70 anos da FAEMG

A solenidade ainda teve os cumprimentos do ex-ministro da Agricultura e candidato ao Prêmio Nobel da Paz, Alysson Paolinelli; do presidente do Sistema CNA, João Martins; do governador de Minas Gerais, Romeu Zema; e da ministra da Agricultura, Tereza Cristina

76

O aniversário de 70 anos da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (FAEMG), no mesmo dia do Produtor Rural Mineiro, foi marcado por solenidade virtual, transmitida pelo youtube, na noite de ontem (7/7). 

A live foi aberta com o lançamento do filme da nova campanha do Sistema FAEMG/SENAR/INAES/Sindicatos, que destaca a FAEMG há 70 anos fazendo parte da grande família mineira. Um vídeo contou a história repleta de conquistas e glórias. E o presidente do Sistema FAEMG, Roberto Simões, lembrou dos fatos marcantes desta jornada de união e sucesso, que ajudou a transformar o agronegócio mineiro na potência que é hoje.

Destaques:

“Este dia 7 de julho foi instituído também como Dia do Produtor Rural Mineiro, por obra de um grande companheiro nosso, que a pandemia levou, que foi o deputado estadual Luiz Humberto Carneiro, também foi presidente do Sindicato Rural de Uberlândia, que levou este projeto à Assembleia e conseguiu sua aprovação. A ele nossa sempre gratidão por este ato.”

“Na sede da Carandaí eram tempos difíceis. Dirigentes emprestavam dinheiro, às vezes, para pagar uma modesta folha de funcionários. Uma luta neste início. Mas as coisas foram evoluindo. E a Federação sempre procurou se atualizar para representar dignamente seus produtores, através de seus sindicatos.”

“Teve também momentos históricos e de alta intensidade, quando os produtores se indignavam, com a impropriedade da política agrícola que lhes era dirigida. E passavam a exigir mobilizações.”

“Passando por este passado de dificuldades, de lutas e também de marcos históricos e momentos de glórias, chegamos agora aos momentos atuais, a 2021, quando a nossa entidade chega aos 70 anos. E deixa de ser agora uma entidade única no seu campo e passa a liderar um Sistema constituído por ela própria, pelo SENAR Minas, com 28 anos de atuação (...), e o Instituto Antonio Ernesto de Salvo, com 14 anos de atuação.”

“Tomamos agora uma nova forma de estrutura funcional matricial, cujo objetivo final é o atendimento do seu público-alvo: os produtores rurais e seus trabalhadores. Houve uma racionalização.”

“A nossa FAEMG, hoje, é a maior federação sindical rural do país, com seus 386 sindicatos rurais ativos, compondo um Sistema que atinge todos os 853 municípios mineiros.”

“Nos orgulhamos muito dos nossos produtores, que mantiveram este nosso setor pujante e firme, mesmo durante uma tragédia da ordem da que temos até hoje.”

“Consideramos, hoje, que o nosso Sistema FAEMG se acha adequadamente pronto para enfrentar o desafio do futuro, que é enorme e com as grandes mudanças que esperamos que virão. E que será necessário para atuarmos no novo mundo após pandemia.”

“Estamos prontos para enfrentar este futuro. E acho que seremos bem-sucedidos porque o agro é a grande vocação do Brasil e dos mineiros.”

A solenidade ainda teve os cumprimentos do ex-ministro da Agricultura e candidato ao Prêmio Nobel da Paz, Alysson Paolinelli; do presidente do Sistema CNA, João Martins; do governador de Minas Gerais, Romeu Zema; e da ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

Assista a live completa no Youtube:

 
(Fonte FAEMG/SENAR)

Tópicos

veja também


Publicidade

Últimas Notícias