Publicado em 21/05/2020 às 06h43

FIP Paisagens Rurais contrata mais técnicos e inicia nova fase em agosto

Ao todo, serão 60 técnicos de campo e quatro supervisores atuando no projeto

96

Em agosto deste ano o Projeto FIP Paisagens Rurais começa sua 2ª fase já com 1.000 produtores cadastrados. Para atender esta etapa, serão contratados mais 51 técnicos e três supervisores. Ao todo, serão 60 técnicos de campo e quatro supervisores atuando no projeto. O FIP é uma iniciativa nacional que começou em Minas Gerais em março deste ano e atualmente atende 270 produtores da pecuária de corte e leite na região do Triângulo Mineiro.

“Nosso trabalho é focado, prioritariamente, nas questões técnicas, gerenciais e ambientais, mas também contempla capacitação profissional e a inserção da família na atividade, bem como sucessão familiar. Como ainda temos vagas disponíveis, o produtor interessado em participar deve procurar o Sindicato dos Produtores Rurais das cidades contempladas com o projeto ou o Escritório Regional de Uberaba para fazer a inscrição", explica Caio Oliveira, gerente regional do Sistema Faemg / Senar Minas em Uberaba.

Em foto de arquivo, a técnica Paula Borges cadastra os produtores Maria Edileuza Gonçalo e Caio Andrade Franco no projeto

De acordo com Ricardo Tuller Mendes, analista técnico da Coordenadoria de Formação Profissional Rural (FPR) e responsável pelo projeto no estado, “durante os meses de junho e julho faremos capacitações para transmitir a metodologia de assistência técnica e gerencial aos técnicos e supervisores que atuarão no Projeto a partir de agosto. Paralelamente a estas ações de treinamentos, iremos captar produtores interessados em participar.”

A meta de atendimento do projeto é de 1782 produtores da bovinocultura de corte e leite pertencentes à Bacia do Tijuco, nos municípios de Uberaba, Veríssimo, Campo Florido, Uberlândia, Campina Verde, Prata, Ituiutaba, Monte Alegre de Minas, Gurinhatã e Santa Vitória.

Com duração de 2 anos e meio, os técnicos são responsáveis por fazer o diagnóstico individualizado das propriedades, trabalhar nas recomendações técnicas e gerenciais, além de indicarem treinamentos e capacitações de nivelamento técnico e operacional aos produtores e seus colaboradores. A visita dos técnicos é gratuita e o produtor terá que fazer sua adesão respondendo o questionário de cadastro aplicado pelo técnico de campo, para consolidar a formação do grupo a ser atendido.

(Fonte SENAR MINAS)

Tópicos

veja também


Publicidade

Últimas Notícias