Publicado em 31/05/2020 às 10h05

Saiba quais foram as maiores Lives musicais realizadas na internet durante a pandemia

A Tubelab, empresa especializada em marketing de influência nas redes sociais, fez um levantamento das maiores Lives do mundo da música realizadas no Brasil

365
Com a pandemia do novo coronavírus (covid-19) e o confinamento necessário para conter o avanço do vírus, todos os shows e eventos públicos foram cancelados, levando artistas e profissionais do entretenimento a procurar outros meios de chegar ao público.

Fred Furtado, CEO da Tubelab, empresa de marketing de influência especializada em promover campanhas para as redes sociais, aponta que a solução encontrada por este segmento da cultura foi investir nas transmissões ao vivo pela internet, conhecidas como ‘lives’: “hoje as redes sociais e as plataformas digitais são os melhores meios para divulgação que existe. Nós temos conectado criadores de conteúdo a grandes marcas com bastante sucesso e resultados para nossos clientes, e isso só mostra o poder e o alcance destas plataformas e deste tipo de influenciadores digitais em dialogar com o público.”

Grandes eventos online

Embora gratuitos para a população, as Lives atraíram a atenção de grandes patrocinadores, que investiram nas apresentações online de nomes da música: “o que se viu foram desde produções mais intimistas até grandes produções com banda e estrutura de show mesmo. As produtoras e os artistas precisaram se reinventar para continuar indo onde o público está, e devido à pandemia, quase todos estavam em casa.”  

Além da música

Nestes eventos online, além da música a solidariedade teve destaque especial com a arrecadação de grandes somas em dinheiro e alimentos para ajudar instituições de caridade e também unir forças para combater o coronavírus: “o Brasil foi campeão e diria pioneiro nestas iniciativas. Antes de boa parte dos artistas internacionais atentarem para a arrecadação de fundos nas transmissões ao vivo, nossos artistas já estavam fazendo isto e com grande êxito.”

Outra coisa que chamou atenção também durante as Lives foram as polêmicas: “houveram momentos que variaram desde os de gosto duvidoso até os divertidos, com os cantores abrindo a intimidade para o público, se permitindo quebrar totalmente o protocolo, falar da vida pessoal e até mesmo beber um pouco além da medida (risos). A bebedeira foi uma atração à parte. Concordando ou não com o abuso de álcool de alguns artistas, o conjunto da obra também agradou boa parte do público que pôde ver o lado humano do artista, fora dos palcos e de todo o glamour.”

Maiores lives e arrecadações do Brasil


A Tubelab elaborou uma lista com os maiores eventos musicais do país e sua respectiva arrecadação de fundos e mantimentos. Artistas de sertanejo e do pagode lideram a lista. Confira:

Sertanejo

Marília Mendonça - 73 milhões de views (2 lives) + 100 toneladas de alimentos + R$ 422 mil reais.
Bruno e Marrone - 41 milhões de views (2 lives) + 130 toneladas + R$ 390 mil reais.
Jorge e Matheus - 47 milhões de views (2 lives) + 216 toneladas 
Gusttavo Lima - 46 milhões de views (2 lives) + 1.000 toneladas de alimentos + R$ 500 mil reais.
Zé Neto e Cristiano - 35 milhões de views (2 lives) + 20 toneladas de alimentos
Amigos - 15 milhões de views + R$ 1,7 milhões em doações.

Pop nacional

Sandy Junior - 18 milhões de views + 1.000 toneladas de alimentos.
Wesley Safadão - 15 milhões de views (última live).
Alok - 12 milhões de views.
Ivete Sangalo – 2.3 milhões de visualizações.
Anitta – 1.5 milhões de visualizações + 1 milhão de reais
Ludmilla - 400 mil visualizações.

Pagode

Jeito Moleque - 1,4 milhões de views
Thiaguinho - 9.2 milhões de views
Ferrugem - 8 milhões de views (2 lives)
Péricles - 13,7 milhões de views (2 lives)
Turma do Pagode - 6,9 milhões de views (2 lives)
Pixote - 9,7 milhões de views (2 lives)
Fotos de: Reprodução / MF Press Global 
(Fonte MF Press Global )

Tópicos

veja também


Publicidade

Últimas Notícias