Publicado em 15/01/2019 às 17h51

Negócios de milho seguem em ritmo lento

Especulação em relação ao clima tem feito produtores postergar vendas de grandes lotes

425

Foto: Pixabay

Os preços domésticos do milho têm apresentado comportamentos distintos dentre as regiões acompanhadas pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq USP), refletindo as ofertas e demandas regionais.

Quanto ao ritmo de negócios, especulações com relação ao impacto das chuvas irregulares no desenvolvimento das lavouras têm feito com que produtores consultados pelo Cepea posterguem a venda de grandes lotes e negociem apenas pontualmente. Compradores, por sua vez, ainda não têm retomado as aquisições de forma mais expressiva, o que, de certa maneira, sustenta as cotações internas.

No mercado paulista, pesquisas do Cepea apontam que os valores se enfraqueceram nesta semana, influenciados pela entrada do cereal de outros estados. Produtores do estado de São Paulo seguem retraídos, ainda cautelosos quanto à safra verão e no aguardo de um maior interesse comprador, o que limita as baixas nos valores.

Entre 4 e 11 de janeiro, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (região de Campinas – SP) caiu 1,3%, fechando a R$ 38,78/saca de 60 kg na sexta-feira, 11.

Fonte: Cepea

(Fonte PORTAL DBO)

Tópicos

veja também


Publicidade

Últimas Notícias