Publicado em 17/01/2017 às 13h57

Vereadores de Serra dos Aimorés brigam pelo aumento de salário

A iniciativa causa revolta na população da cidade

1166

Por Salvador Lima

Os vereadores da cidade de Serra dos Aimorés estão querendo que o aumento salarial aprovado na última legislatura, em torno de 20%, seja pago no mês de janeiro. O fato tem gerado inúmeros protestos junto a população que espera da atual câmara um pouco de austeridade no lidar com o dinheiro público, além do que, a cidade passa por extrema dificuldade no que se refere às contas públicas.

O prefeito Iran Cordeiro recebeu uma prefeitura completamente sucateada e desorganizada, com uma dívida superior à R$4 milhões e um aumento nessa circunstância, geraria desconfiança, por parte do eleitorado aos vereadores do município.

"Esperávamos uma atitude mais responsável da parte dos vereadores", disse José Carlos que mora no município há 32 anos. Ele disse ainda, que o prefeito Iran Cordeiro recebeu uma prefeitura endividada é completamente desorganizada. Iran está tentando colocar as coisas mais fáceis de se governar e aí vem alguns vereadores com muita sede ao pote para poder acabar de enterrar o município. "Isso está errado", finalizou José Carlos.

O município de Serra dos Aimorés que tem na DASA - Destilaria de Álcool de Serra dos Aimorés a maior pagadora de impostos do município, mas com a sua paralisação, a arrecadação caiu substancialmente e com isso, a prefeitura viu-se em situação de extrema dificuldade financeira. Outros fatos que geram preocupação, foi o fechamento da UNIAL e IBIRALCOOL, porque empregava inúmeros serrenses.

O presidente da Câmara Municipal, Paulo Sérgio "PC", disse ao jornal EM TEMPO que os salários dos vereadores ainda estão por definir. Ele contou que a Contabilidade está estudando o projeto para ver se há legalidade no aumento. "A cidade de Serra dos Aimorés é muito pobre. Estou tentando consertar o erro da gestão passada que aprovou um aumento de 20% nos salário de vereador." O jornal indagou do novo presidente se o clima entre os novos vereadores é o de aprovação ao aumento. PC disse não ter condições de responder pelos outros companheiros, mas que fará tudo dentro da legalidade para que a Câmara não sofra nenhuma retaliação por parte do Tribunal de Contas.

Pedro de Souza, morador da cidade há cerca de cinco anos, disse que um aumento dessa natureza é no mínimo imoral. "Durante as campanhas eles vêm com discursos moralizadores e quando tomam posse aplicam um golpe dessa natureza no povo. Eles precisam saber que o povo põe e o povo tira", indignou-se.

Outro morador que não se identificou, por motivos óbvios, disse ter notícias das dificuldades que a nova gestão está passando para colocar as contas em ordem. Segundo o que o novo prefeito está informando aí pelas ruas da cidade, Serra dos Aimorés está praticamente quebrada e que a prefeitura vai fazer um sacrifício muito grande para por os equipamentos em ordem, para que a administração não sofra prejuízos na sua sequência. Aí vem uns vereadores querendo nadar de braçadas em cima do erário público. "Isso não ajuda em nada", desabafou.

O jornal EM TEMPO vai acompanhar o desenrolar desse processo e com isso, informar o eleitor da cidade sobre as ações do novo governo.

 


Tópicos

veja também


Publicidade

Últimas Notícias